terça-feira, fevereiro 20, 2007

Ribeira de Cavez

Quando em Outubro de 2006, nas primeiras chuvas da época, abrimos a Ribeira (pensavamos nós pois pelos vistos foram uns Francius), nunca imaginariamos á entrada para esta preciosa linha de água, que iriamos navegar um dos percursos mais bonitos e divertidos (na minha opinião) de Portugal. A Ribeira de Cavez é um afluente da margem oeste do Rio Tãmega, nasce na Serra da Cabreira junta-se ao Tãmega em Cavez (Cabeceiras de Basto). Desde o alto do seus 1300 metros de altitude, a nascente origina primeiro um belíssimo e equipado canioning, para de seguida encaixado ainda no vale de granito originar um percurso único de águas bravas. A rocha foi sendo amaciada pela água, formando um canal sinuoso, com inumeros saltos, pequenos tobogans, e montes de "esses" cegos. Agora imaginem um rio com estas características, tunelizado por arvores e com o musgo sempre colado no granito ... é único. 7 Km (230 m pendente) , com os primeiros 4 Km classe IV +, e mais abaixo com a Ribeira a acalmar e a proporcionar uma navegação em IV até á foz.
Terça de Carnaval não resistimos ...



3 comentários:

Anónimo disse...

Xô Rabiço

Este rio, ou melhor esta ribeira paradísiaca, merecia uma apresentação ao nivel do que o gajo nos proporciona ... vá lá. Tu és gajo para isso !!!

Abraços e ká vos esperamos

Inverno

Areinho disse...

Mais uma vez muito obrigado por trazeres há luz do dia rios fantásticos. Pelo telefone já estava picado, mas com estas fotos é demais para mim. Não resisto. Passaram sem dúvida a prioridade.
Continua assim, que este é sem dúvida o melhor caminho.

Continuação de muito boas remadas!

Anónimo disse...

Eu sabia k tu eras gajo !!!

És um poeta fotografo k anda de kayak ? Ou um poeta kayaker k tira fotos ? Ou ainda um kayaker fotografo k faz poemas ?

Ozabre, kaganizo ...

Continua com o nivel k o blog tá cinco estrelas

Inverno